Novos nomes para o nosso acervo

  • Como Rodrigo Ohtake está sempre em busca de um estilo arquitetônico e de design próprio, por exemplo. Apaixonado por cores e formas livres, desde seus primeiros projetos cria móveis que dialogam com sua arquitetura. Por outro lado a experimentação, a presença do trabalho manual e a busca constante de novos materiais são características essenciais do trabalho desse artista.
  • Trabalha há quase 16 anos com mobiliário, mantendo-se sempre atualizado quanto em materiais e técnicas para desenvolver móveis. Autodidata e artista plástico, tem uma visão ampla de todo mercado. Ao morar por um tempo na Europa e Oriente Médio, trouxe de lá inspirações mediterrâneas, cores e uma simplicidade nórdica em suas criações.
  • Nascido no Rio de Janeiro e atualmente vivendo em Milão, Gustavo Martini nasceu em 1987, se formou em Desenho Industrial pela PUC-Rio e fez Mestrado no Instituto Marangoni. Recentemente, foi premiado como Designer da Nova Geração do Ano pela Wallpaper e pela Officine Panerai. Seu interesse pelas artes começou em uma idade jovem com desenhos, pinturas e brinquedos de construção que naturalmente se tornou sua profissão. Como ele passou a maior parte de sua vida no Rio, tem um forte sentido de conexão com a cidade que ele acredita que combina dois mundos contrastantes.
  • O designer italiano Giorgio Bonaguro é apaixonado pelo Brasil, diz gostar das cores, do calor e do jeito das pessoas. Com traço elegante e de linhas simples, Bonaguro está sempre em busca da melhor combinação entre seu estilo e novos materiais. Apresentando formas simples e geométricas, o designer busca por diferentes inspirações na hora de criar. Seu trabalho e pesquisa pessoal abrangem vários segmentos, como o design mobiliário, design industrial, interiores, embalagens e light design.

  • Marco Guazzini nasceu em Florença, depois de viver seis anos em Nova York, mudou-se para Milão e se dedicou ao design. Atualmente é designer industrial de móveis e objetos. Para ele, o design é uma maneira de recuperar experiências processadas e seu objetivo é criar objetos que sejam funcionais e capazes de gerar emoções.
  • Francesco Lucchese, arquiteto e designer, nasceu em Messina, Itália. Colabora como diretor artístico e consultor de negócios para empresas de renome internacional. Leciona para Politecnico di Milano, na Faculdade de Design, com muitas participações em workshops e conferências como palestrante em países estrangeiros como Suíça, Rússia e China. E é membro importante do comitê de direção da Italian Design Association ADI.
  • Seu estilo marcante e atemporal resulta em desenhos de formas simples e sofisticadas, sempre aliados às necessidades e particularidades de cada trabalho. A escolha da matéria-prima também é prioridade em seus produtos. Utiliza materiais autênticos e, por vezes, inusitados, o que confere identidade e alma às peças criadas. Juliana Lima Vasconcellos é graduada na Universidade Federal de Minas Gerais. Sempre dá prioridade para materiais naturais como a madeira, as pedras, metais e ligas. Reside atualmente em Belo Horizonte, dividindo seu tempo no trabalho entre São Paulo e Rio de Janeiro. Apreciadora da arte, moda e música clássica, ama o mobiliário brasileiro, americano e europeu do século XX.